Inicial Notícias Brasil Léo Pain está na final do The Voice Brasil

Léo Pain está na final do The Voice Brasil

9 min read
Comentários desativados em Léo Pain está na final do The Voice Brasil
0
757

Léo Pain foi muito além do que esperava. Quando começou a disputar o The Voice Brasil, há pouco mais de três meses, o cantor gaúcho confidenciou ao amigo Bernardo Raddatz, de Santa Maria, que aquilo era a concretização de um sonho. E se daria por contente se chegasse a três fases, das sete do programa. Foi muito além. É um dos quatro felizardos que disputarão, na noite desta quinta-feira (27), a final do mais prestigiado concurso musical brasileiro, organizado pela Rede Globo.

O vencedor leva R$ 500 mil, um carro zero quilômetro e um contrato com a gravadora Universal Music. Adivinha qual dos três prêmios Léo mais almeja? Como cantor-raiz – começou nos palcos de um CTG aos 13 anos, hoje está com 34 – o desejo maior é pela garantia de um acerto profissional com a gravadora.

– Se bem que R$ 500 mil ninguém despreza – graceja.

A participação no The Voice catapultou a agenda de Léo, que está preenchida até o Ano-Novo. De terças a domingos têm shows marcados, a maioria no Sul do Brasil. Shows ele já fazia, mas agora os cachês vão aumentar, comemoram os amigos.

Artur Meninea / TV Globo/Divulgação

Léo é um retrato dos tempos modernos do cancioneiro brasileiro. O visual é meio Elvis Presley, topete no cabelo puxado para trás e roupas elegantes. O repertório: sertanejo, o preferido de seis em cada dez brasileiros. Mas, fiel às origens, nas horas vagas ele prefere mesmo música nativista gaúcha, herança do convívio com o tio, o cantor gauchesco Wilson Paim, e dos bailes de infância e adolescência em Alegrete (RS), no coração da Campanha rio-grandense.

É em Alegrete que Léo se criou e lá que a mãe dele mora. As raízes o cantor não esquece: mantém uma pequena chácara em Espumoso (norte gaúcho, terra de sua esposa Lidiane), onde cria ovelhas, quatro éguas crioulas e um potrilho. Quando consegue um tempo, sai direto dos bailes, “noite virada de sono”, para cavalgar.

– Ele sempre gostou de rodeio e de cavalo – resume a esposa, Lidiane Cansi, que trabalha como bancária em Espumoso e vê o marido apenas nos fins de semana. Uma peregrinação que, espera ela, agora vai acabar.

Léo se mudou para Santa Maria há 15 anos. Lá o cantor e amigos formaram uma banda. Queria ser engenheiro elétrico, mas a música garantiu o sustento.

Não é pelo fato dele viver em Santa Maria que Alegrete, terra de Mário Quintana, esqueceu de Léo, seu mais novo filho ilustre. Um telão e arquibancadas serão armados na principal praça da cidade para que a comunidade possa acompanhar a final do The Voice. Na última etapa, dias atrás, uma multidão se reuniu ali e a expectativa agora é dobrar esse público.

Léo diz que família é tudo. Tanto que, questionado pela Globo sobre quem gostaria de levar como acompanhantes para a final no Rio, não teve dúvidas: a primeira da lista foi sua mãe, Martha Paim Melo, seguidas de sua mulher, Lidiane, e sua irmã, Magda Veiga. Todas estão lá com ele. Conheceram o Projac – que ele definiu como Hollywood brasileira – e se deslumbraram almoçando nos restaurantes da Globo ao lado de atores e atrizes que só conheciam da telinha. Iluminadores, figurinistas e maquiadores têm procurado Léo para autógrafos ou selfies. O que mais surpreendeu ele foi o padre Fábio de Mello, que fez questão de conhece-lo pessoalmente no Projac.

Léo está exausto, mas feliz.  Saiu cedo do hotel na quarta-feira (26) para o Projac da Rede Globo. Gravou, com os concorrentes, participação no Vídeo Show, deu entrevistas, experimentou figurinos e, durante horas, ensaiou com a banda de apoio fornecida pela Globo. Esta quinta-feira o dia é de novas entrevistas para rádio e para a RBS TV. À tarde, descanso no hotel e concentração para a disputa. O cantor promete uma “surpresa” no repertório. Na madrugada, por whats, deixou a GaúchaZH uma mensagem aos fãs:

– Podre de cansado, mas vamos vencer. Se Deus abençoar, vamos em freeeente

decide o vencedor.

Com 34 anos, Léo Pain nasceu em Alegrete, mas mora em Santa Maria há 13 anos. Atualmente, se dedica à carreira como cantor sertanejo com shows em todo o Brasil, mas já conquistou mais de 40 prêmios relacionados à música nativista.  O gaúcho, que começou a cantar com 13 anos, em um CTG de sua terra natal, teve seu talento descoberto pelo pai.

Relembre as apresentações 

Audições às Cegas: Dormi na Praça – Bruno e Marrone

  Batalhas: Você Mudou – Cristiano Araújo

Tira-Teima: Por Um Minuto – Bruno e Marrone

Batalha dos Técnicos: Anti-Amor – Gustavo Mioto

Remix: Tão Feliz – Marcos e Belutti

Shows Ao Vivo – 1ª noite: Maus Bocados – Cristiano Araújo

Shows Ao Vivo – 2ª noite: La Barca – Luis Miguel

Semifinal: A Hora é Agora – Jorge e Mateus

Carregar mais notícias relacionadas
Load More By Rodrigo Aires
Load More In Brasil
Comments are closed.

Veja também

Incêndio destrói casa no Bairro Lorenzi

Uma casa foi destruída por um incêndio no Bairro Lorenzi, na noite desta terça-feira. O Co…