Inicial Sem categoria 25 estados e o DF não atingiram a meta de vacinação contra a pólio e o sarampo

25 estados e o DF não atingiram a meta de vacinação contra a pólio e o sarampo

7 min read
Comentários desativados em 25 estados e o DF não atingiram a meta de vacinação contra a pólio e o sarampo
0
234

A dois dias do final da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e o Sarampo, apenas o Amapá atingiu a meta de 95% de cobertura contra as duas doenças. Os dados foram contabilizados até esta quinta-feira (30) pelo Ministério da Saúde. Mais de 2,5 milhões de crianças ainda não foram vacinadas.

A média brasileira de cobertura vacinal contra essas duas doenças está em 76%. Onze estados estão abaixo dela, sendo que Rio de Janeiro e Distrito Federal têm os piores índices. O estado de Roraima, que vive um surto de sarampo com 300 casos confirmados, precisa acelerar o ritmo de vacinação: tem a terceira pior taxa de cobertura. Veja abaixo:

Com esse cenário, a campanha de vacinação ganhou um dia extra. Neste sabado (1º), o país terá um segundo “Dia D” contra as doenças: todos os estados que não tiverem atingido os 95% de cobertura deverão abrir seus postos e unidades de saúde.

“Esses 12 estados precisam intensificar suas ações de vacinação para alcançar a meta da campanha de vacinar 95% do público-alvo. É por meio da vacinação que vamos impedir que doenças já eliminadas retornem ao Brasil. É preciso que os gestores de saúde, bem como pais e responsáveis, se conscientizem da importância da vacinação contra essas doenças”, disse o ministro da saúde, Gilberto Occhi.

A campanha tem por objetivos:

  • Vacinar quem nunca tomou a vacina;
  • Completar todo o esquema de vacinação de quem não tomou todas as vacinas;
  • Dar uma dose de reforço para quem já se vacinou completamente (ou seja, tomou todas as doses necessárias à proteção).

Esse tipo de campanha que inclui o reforço da dose, informa o Ministério da Saúde, acontece de quatro em quatro anos e já estava prevista no orçamento da pasta. Esse ano, no entanto, a campanha é ainda mais importante dada à volta da circulação do sarampo no território brasileiro e a ameaça da poliomielite.

Quem deve ser vacinado?

  • Contra a poliomielite: crianças de 1 até 5 anos independentemente de quantas doses já tomou. Em casos de nenhuma dose, será aplicada a Vacina Inativada Poliomielite. Em caso de uma ou mais doses, será aplicada a Vacina Oral Poliomielite, a famosa “gotinha”.
  • Contra o sarampo: crianças de 1 até 5 anos independentemente de quantas doses já tomou.
  • Não devem ser vacinadas: crianças de 1 até 5 anos que tenham sido vacinadas nos últimos 30 dias.

Casos de sarampo

O Brasil tem 1.553 casos confirmados de sarampo em 2018. Já em relação à paralisia infantil, trata-se de uma precaução, já que 312 cidades estão abaixo da meta preconizada para o controle da doença e um caso foi registrado na Venezuela em junho. Não há, contudo, casos de paralisia infantil no Brasil.

Casos de sarampo no Brasil até esta terça-feira (28)

ESTADO CASOS CONFIRMADOS
AMAZONAS 1211
RORAIMA 300
SÃO PAULO 2
RIO DE JANEIRO 18
RIO GRANDE DO SUL 16
RONDÔNIA 2
PERNAMBUCO 2
PARÁ 2

O país erradicou a poliomielite do território em 1994; já o certificado de eliminação do sarampo havia sido alcançado em 2016.

O ministério informou que para a poliomielite, as crianças que não tomaram nenhuma dose durante a vida, receberão a Vacina Inativada Poliomielite. Já os que já tiverem tomado uma ou mais doses da vacina, receberão a Vacina Oral Poliomielite, a famosa “gotinha”.

Em relação ao sarampo, todas as crianças receberão uma dose da vacina Tríplice Viral (que também protege contra caxumba e rubéola), seja qual for a situação vacinal, desde que não tenham sido vacinadas nos últimos trinta dias.

Carregar mais notícias relacionadas
Load More By Rodrigo Aires
Load More In Sem categoria
Comments are closed.

Veja também

Incêndio destrói histórico vagão na Gare

Ainda não há informações mais precisas sobre causa. O fato é que um vagão histórico estaci…