Inicial Notícias Paulo Burmann comemora reeleição e planeja o futuro

Paulo Burmann comemora reeleição e planeja o futuro

8 min read
0
0
62

Foram menos de três horas de sono depois da vitória e o reitor reeleito da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Paulo Burmann, já estava de pé para atender os compromissos, especialmente com a imprensa.

A apuração terminou pouco antes das 4h de ontem, quando foi confirmada sua vitória com mais de 51% dos votos e, como consequência, mais quatro anos à frente de uma das universidades públicas mais importantes do Estado, que tem um orçamento de mais R$ 1,1 bilhão.

Os dias que antecederam a vitória foram intensos e de sentimentos opostos para o dentista formado na própria UFSM. Faltando cinco dias para o início da eleição, ele perdeu a mãe, dona Adelia Brumann, em Catuípe.

Já na quarta-feira, ele completou 59 anos, mas o presente mais esperado só chegou nas primeiras horas do dia seguinte, quando foi divulgado o resultado do pleito e seus apoiadores cantaram parabéns no CTG Sentinela da Querência, onde ocorreu a apuração dos votos. Ontem, ele ainda dividiu os compromissos de reitor com a questão familiar. Ao final da tarde, ele participou da missa de 7º dia da mãe na Igreja do Bonfim.

– Foram (dias) intensos e de muitas emoções. Minha mãe era uma figura referencial, foi o ponto do equilíbrio, mãe de cinco filhos. Mas é vida que se segue – comentou Burmann, que perdeu o pai há 21 anos.

Pertencente a uma família de trabalhistas e filiado ao PDT, Burmann é o segundo reitor a ser reeleito na história da UFSM – o primeiro foi Paulo Sarkis. Mas até chegar ao cargo mais alto da instituição, foi uma longa trajetória e de muita persistência. Professor desde 1989 na universidade, ele concorreu três vezes consecutivas até ser eleito reitor, em 2013.

– Nunca foi meu projeto de vida ser reitor da UFSM, encaro como uma missão – afirmou ele, acrescentando que ¿não há nenhuma vantagem salarial.¿

Foto: Gabriela Perufo / NewCO

Como é professor titular do quadro, Burmann recebe uma CD (cargo de direção) no percentual de 60% no salário para desempenhar o cargo. Segundo o Site Transparência da UFSM, o salário bruto de abril foi de cerca de R$ 27 mil, mas com os descontos, baixou para R$ 20,8 mil.

Já a reeleição, segundo suas palavras, foi o reconhecimento do trabalho feito nesses quatros anos. Comparada à consulta de 2013, a disputa deste ano foi mais fácil. Na época, ele obteve 46,80% (ao lado do vice Paulo Bayard), e o então reitor, Felipe Müller, 35,3%.

Sorridente e ainda saboreando a vitória, ele já se prepara para os desafios que vêm pela frente. Com cortes no orçamento da UFSM, o reitor reeleito, que assumirá o novo mandato em dezembro, pretende intensificar a pressão no Ministério da Educação pela liberação de recursos para evitar paralisação das obras e não afetar o próprio funcionamento da instituição. Ontem à tarde, teria uma videoconferência com o ministério sobre o tema.

– É uma batalha, desde 2014 convivemos com cortes – desabafa Burmann.

Em meio à situação financeira da instituição, o reitor reeleito foca na reforma administrativa e na definição da equipe. Burmann avisa que haverá alterações – hoje são entre 35 e 40 cargos de confiança contabilizando as oito pró-reitorias. O novo vice-reitor, o diretor do Centro de Tecnologia, Luciano Schuch, 43 anos, que ele ainda não tinha encontrado depois da comemoração, deve ter papel estratégico na equipe.

– A vinda do Luciano representa uma nova visão – avalia.

LUGARES PREFERIDOS 

Nascido na Região Noroeste e pertencente a uma família de cinco irmãos, o reitor reeleito é um santa-mariense de coração. Depois de se formar em Odontologia pela Federal, ele voltou para Catuípe, retornando a Santa Maria, em 1989, na condição de professor. Casado e pai de três filhos, tem dois lugares preferenciais no Coração do Rio Grande e que costuma circular. O próprio campus da UFSM, onde gosta de dar umas voltas de bicicleta, e o Calçadão, para tomar um cafezinho e encontrar os amigos.

– O campus é belíssimo – elogia o reitor reeleito.

Na próxima quarta-feira, a comissão eleitoral entrega o resultado ao Conselho Universitário, que envia a lista tríplice ao Ministério da Educação. Cabe ao MEC confirmar o reitor.

Carregar mais notícias relacionadas
Load More By Rodrigo Aires
Load More In Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Menino que foi atropelado precisa de doações de sangue

Um menino de 7 anos que foi atropelado na noite da última quarta-feira, no Bairro Divina P…