Inicial Notícias Prefeitura vai renovar contrato para manter câmeras de vigilância

Prefeitura vai renovar contrato para manter câmeras de vigilância

6 min read
Comentários desativados em Prefeitura vai renovar contrato para manter câmeras de vigilância
0
1,663

O contrato que a prefeitura mantém com a Vigillare, empresa da área de segurança privada e que presta serviço de manutenção das câmeras de monitoramento de Santa Maria, vence na segunda-feira.

A Procuradoria do município está finalizando um aditivo de prazo que deve ser assinado nos próximos dias. Com isso, a prefeitura garantirá que os equipamentos continuarão funcionando por mais um ano. É nesse prazo que o chefe da Casa Civil e secretário de Gestão e Modernização Administrativa, Guilherme Cortez, pretende fazer deslanchar o projeto de videomonitoramento na cidade.

– Ao invés de fazermos um termo de referência e atropelar o processo, fazendo uma licitação de qualquer jeito, sem saber quais as reais necessidades, sem conversar com os órgãos de segurança, vamos fazer um aditivo – explicou Cortez.

Atualmente, são cerca de 730 câmeras nas vias públicas, escolas, postos de saúde, praças e parques da cidade. Todas estão operando, segundo a Superintendência da Guarda Municipal. Destas, 72 transmitem em tempo real e são monitoradas em uma central da Guarda que fica em um quiosque no Parque Itaimbé. Pela manutenção desses aparelhos, a prefeitura paga R$ 140 mil por mês. O aditivo não prevê reajuste de valor. A assinatura deve ocorrer nos próximos dias para não deixar a cidade desassistida enquanto um novo sistema é avaliado e definido.

– Precisamos do melhor sistema possível. Mas é dinheiro público. Temos que avaliar a melhor alternativa. Queremos que Santa Maria seja referência em videomonitoramento – declarou o chefe da Casa Civil.

PROJETO PARA INTERLIGAR CÂMERAS

Mas não é a quantidade atual de câmeras que preocupa os órgãos de segurança e a prefeitura. É a qualidade das imagens capturadas e o fato de que elas não estão interligadas. O projeto de videomonitoramento, que inclui uma central única de acesso às imagens, é uma das propostas de campanha do prefeito Jorge Pozzobom.

A tarefa de estudar o melhor sistema e implementá-lo é de Cortez. Para isso, ele e uma equipe da prefeitura foram conhecer iniciativas de Marau, Passo Fundo, Canoas e Porto Alegre, assim como a central da Secretaria de Segurança do Estado.

A ideia é ter uma central única que reúna em uma mesma sala representantes dos órgãos de segurança, de trânsito e outros como Serviços de Atendimento-Móvel de Urgência e Defesa Civil. Além disso, a central deverá utilizar um sistema integrado por meio do qual seja possível acessar imagens de outras cidades e da Secretaria de Segurança estadual. Ainda está em estudo se a central ficará ou não na Sala de Operações da BM.

A fase atual é de revisão dos equipamentos existentes, de estudo da tecnologia mais adequada e de quem a oferece. Antes de deslanchar com o projeto, a prefeitura aguarda por parte da Secretaria de Segurança do Estado uma espécie de diretriz que servirá de parâmetro para o projeto. Isso deve ocorrer até meados de julho. A verba, ou pelo menos parte dela, poderá vir de uma doação do Ministério Público do Trabalho e do dinheiro investido mensalmente pela prefeitura.

– Entendo que para o poder público não é a melhor alternativa comprar as câmeras, porque, depois, a cidade não vai conseguir manter – opinou Cortez.

Amanhã, o secretário de Segurança Pública do Estado, Cezar Schirmer, estará em Santa Maria para apresentar o Sistema de Segurança Integrada com os Municípios (SIM) para os empresários da cidade. A adesão do município ao programa não deve ocorrer neste encontro.

Fonte: Diário de Santa Maria

 

Carregar mais notícias relacionadas
Load More By Rodrigo Aires
Load More In Notícias
Comments are closed.

Veja também

Filme: Thor: Amor e Trovão

“Thor: Amor e Trovão”, da Marvel Studios, encontra o Deus do Trovão numa jornada diferente…